Cambalhota Matinal

Ícone

Paulo Bento como sucessor de Queirós?

Depois de o nome de Carlos Carvalhal ter sido avançado como um dos que poderiam ser o adjunto do Sir. Fergunson, surge agora a possibilidade de ser Paulo Bento o eleito.

Segundo informações do site Infodesporto, os responsáveis do Manchester United pretendem deslocar-se a Lisboa durante os próximos dias, mas têm plena consciência da dificuldade das negociações, pois segundo uma fonte directiva dos “reds devils”, Paulo Bento “é o técnico principal de um bom clube de Portugal”. Esta escolha, segundo a mesma fonte, deve-se ao facto de o treinador português ter o perfil pretendido para suceder a Carlos Queirós, agora seleccionador nacional.

Mas esta possibilidade poderá estar também relacionada com o futuro de… Cristiano Ronaldo, claro está. É que o técnico português é visto como a pessoa ideal para persuadir Ronaldo a ficar em Inglaterra, visto que jogaram juntos na época 2002/03.

Paulo Bento tem à sua espera um contrato de 1,8 milhões anuais, muito tentador, para quem ganha 700 mil euros ano no Sporting. Será o “novo” projecto do Sporting suficiente para segurar o treinador?

Eduardo Tavares

Filed under: Analisar em cambalhota

10 Milhões de Euros?

O Barcelona está a viver uma revolução profunda do seu plantel, consequência de uma crise de títulos, estabilidade emocional e, recentemente, de poder negocial. Como se pode aceitar vender um jogador como o Deco por apenas 10 milhões de euros?

Finda mais uma época frustrante para o Barça, a revolução começou logo pela equipa técnica. Um desgastado Frank Rijkaard foi substituído pelo inexperiente Guardiola, que ao assumir a equipa técnica começou a preencher a lista negra do Barça: Eto’o, Ronaldinho e Deco foram os primeiros a serem colocados como dispensáveis do novo técnico.

Deco foi o primeiro a abandonar a equipa, assinando pelo Chelsea (que muitos dizem ser do Scolari, mas na realidade é do Abramovich), por uns míseros 10 milhões de euros. Eu digo míseros, porque Deco, no tempo que esteve na cidade condal, foi dos melhores jogadores do plantel catalão, excepção feita à última época, na qual foi perseguido pelas lesões. Assistências, golos e magia são algumas características que o luso-brasileiro mostrou em Barcelona e que leva agora para Londres.

Após esta época inconstante, Deco chegou ao Europeu e cotou-se como o melhor jogador da Selecção Portuguesa, brilhando em todos os jogos que efectuou. Mesmo assim, saiu por 10 milhões de euros. É de referir que o Deco custou ao Barça 21 milhões de euros (15 milhões em dinheiro mais Quaresma) e foi preponderante nas conquistas recentes do Barcelona (duas ligas espanholas, duas Supertaça de Espanha e a Liga dos Campeões em 2006).

Mas como Deco referiu, o preço do seu passe “é o resultado de como fizeram as coisas. Quando se revela que não se conta com um jogador, não se pode pedir muito por ele”. Esta declaração prova que o luso-brasileiro não se desmoraliza pelo valor do seu passe, culpando o Barça pelo mau negócio que fez.

Eduardo Tavares

Filed under: Analisar em cambalhota

E se os árbitros portugueses fossem assim?

Filed under: Analisar em cambalhota